Buscar

A EVOLUÇÃO DO CICLISMO VIRTUAL

Em Janeiro de 2020, o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, publicou um carta sobre o estado das Olimpíadas, como ele viu, em meio à pandemia. Notavelmente, ao longo dos meses que se seguiram, atraiu pouca atenção da mídia,quase zero.


Mas um parágrafo da carta chamou muito a atenção, especialmente daqueles que estão se envolvendo muito com os e-sports, dizendo que a modalidade deveria ser levada mais à sério. Ele usou a palavra "com urgência". O COI quase nunca usa a palavra "urgente":

“… Incentivamos todos os nossos interessados ​​com ainda mais urgência a 'considerar como governar as formas eletrônicas e virtuais de seu esporte e explorar oportunidades com os editores de jogos'”, disse Bach, observando uma frase da iteração de dezembro de 2019 do que é chamado de “Olímpico Summit ”, apresentando personalidades olímpicas selecionadas."


Esta não é a primeira vez que o COI fala sobre ciclismo virtual, visto coletiva de imprensaacima citada na qual o Presidente Thomas Bach fala sobre a importância da inclusão do ciclismo virtual pelas Confederações Nacionais, sendo esta uma nova modalidade junto ao ciclismo, e deixando claro que: "Não é um jogo, mas realmente uma prática de competição com o único diferencial que o atleta não sai do lugar" (minuto 15): https://www.youtube.com/watch?v=fbY_dn9AiaU&feature=emb_err_woyt)


Podemos observar um novo movimento, cada vez mais forte se formando , visto que equipes profissionais e marcas esportivas ligadas ao ciclismo de estrada, começam a fazer um movimento de seleção de atletas demominados E-Racing Squad.


Time Movistar: https://zwiftinsider.com/movistar-team-challenge/

Time Canyon: https://www.cyclingnews.com/news/canyon-launch-worlds-first-professional-eracing-team/

Time Elite: https://www.elite-it.com/en/news/elite-to-supply-first-esports-team-on-zwift


O Brasil não está muito distante deste cenário, pois hoje possui um circuito exclusivo de competições virtuais em percursos 100% nacionais, e quem em 2021 torna-se o 1º CAMPEONATO BRASILEIRO de CICLISMO VIRTUAL.


Uma conquista do CICLISMO VIRTUAL BRASILEIRO junto a CBDEL-Confederação Brasileira de Desporto Eletrônico que reconhece hoje a modalidade como e-sports no território brasileiro, permitindo um campeonato homologado através de ranking, registro federativo e campeões nacionais, através de 7 etapas, em 7 diferentes cidades brasileiras e 100% online.


O lançamento oficial ocorre no dia 02 de fevereiro de 2021, as 20h, através do Canal Pedalento (https://www.youtube.com/watch?v=iuZcErPKYgk&feature=youtu.be) e nas mídias sociais do Ciclismo Virtual Brasileiro.